domingo, 16 de maio de 2010

Coti(dia)[ano]

Vim num sonho teu só pra te avisar que o cotidiano é uma invenção do ser humano - é uma junção da cota do dia com a cota do ano que formarão essa palavra chata que as pessoas aprenderam a pegar nojo: o cotidiano do ano é o cotidiano do dia? Dá pra simplificar nosso viver? Eu gosto dos dias porque me faço feliz.

*

Perguntei à minha mãe o que é uma imagem, e ela disse que é tudo o que se vê e se entende, mas pô, mãe, e os cegos?

*
A gente às vezes tenta controlar os sentimentos como se fossem um rebanho de ovelhas. Fingimos ser vários lobos. À medida que o tempo passa, fica tudo mais difícil, e a gente se faz mais lobos. Não porque as ovelhas se multiplicam, mas porque lobos se cansam.

Quantas ovelhas negras são precisas para que ovelha-negra vire branca?
Branca é tua vivência, assim como tua alma

Que dizem não ter cores bem palpáveis
Nosso viver é parede branca.
Nasce vazia, até meio sem-graça.
De manhã colam-se cartazes.
De tarde uns quadrinhos.
À noite é tudo escuro.
Às quatro é só barulho.

Minha parede é medio branca,
Medio colorida.
Alguns pintaram de vermelho.
Outros, de preto.
(Há quem não fez nada.)
Há quem fez de tudo.

Porque é preciso conhecer-se pra saber dos outros,
(reconheço-remememoro).
É preciso se sujar para sujar os outros.                       

Olha para ti,
pra poder olhar pra mim

Não me deixo colorir,
por aqueles que não sabem
se pintar.


9 comentários:

Charlie B. disse...

de cores todo mundo tem um pouco, de amores outro pouco, de vivências talvez o todo do tudo!

Charlie B.

Lury Sampaio disse...

Nossa, amei! Adorei a metáfora.
adorei seu blog :*

Ana Luisa Pacheco disse...

é que minha vida é feita de cores, mas lá fora é tudo preto e branco e a gente fica colorindo junto para construir uma história.
Uma versão, uma narração. Editando discursos.
E a gente fica se sujando e sujando os outros.
è uma postagem linda.
cheia de pequenos detalhes que fazem a diferença, cheia de cores quentes.
Você acabou de colorir minha manha de domingo.

Erica Ferro disse...

"Não me deixo colorir,
por aqueles que não sabem
se pintar."

Eu também, eu também!

sarah disse...

O cotidiano envolve tudo aquilo que vemos, sentimos, imaginamos e sonhamos.. tudo fica marcado, podemos esquecer, mas acho que até pelo subconsciente fica ali guardado.

é uma delícia poder compartilhar de cores, música, formas, misturas, quando passamos a apalpar certas coisas envolvemos pessoas tambem! e devemos compartilhar isso com as pessoas, essa paixão pelo mundo "real" mas sem esquecer o irreal tambem .

eu já disse que sou apaixonadérrima pelo que escreves? é, acho que sim.. rs

adoro esse cantinho, demais mesmo.
parabéns por cada palavra. e uma ótima semana !

Nina Vieira disse...

Eu gosto de Cotidiano. E da música do Chico Buarque. Essa coisa de fazer tudo sempre igual, saudir às seis horas da manhã. É rotina, é normal, é fatal.

Abraços.

Katrina disse...

Me sinto uma loba na maioria das vezes

Detalhes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Priscila disse...

Adorei!