sexta-feira, 22 de outubro de 2010

As mães não querem mais filhos poetas

As mães não querem mais filhos poetas.


A esterilidade dos poemas.
A vida velha que vivemos.
Os homens que nos esperam.
O amor que não chega.
As horas que não dormimos.
A ilusão que não temos.


As mães não querem mais filhos poetas.


Deram o grito 
desesperado
das mães do mundo.



Hilda Hilst, Baladas

Um comentário:

Charlie B. disse...

Poetas sofrem por ilusões, por pouco do que quer que se seja!

Charlie B.