quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Coisas que não suporto




Trocadilhos. Será que eu preciso explicar? Trocadilho é a indigência do engraçado. É o humor pobre, fraco e vivendo de esmolas. É o sistema cognitivo usado da pior forma possível. Nada mais representante da masculinidade porcaria do que um trocadilho.
[...] gente burra com cultura. Abro parênteses para esse tipo insuportável: o burro com repertório. É, talvez você se enquadre nesta categoria. Burros que entendem tudo de filosofia, que leram todos os clássicos. Burros cinéfilos - esses eu odeio. Quer despertar meu instinto assassino? Me põe num festival de cinema. Pior que burro cinéfilo, só burro que entende de medicina holística e burro que tem boa dicção. Meu Deus, como é que pode? Burro que fez aula de teatro e aprendeu duas coisas: a mastigar as sílabas e tudo sobre Brecht. Burro que manda o convidado tirar os sapatos na sua casa para não afetar o karma. Burro que cita matérias dos cadernos culturais para embasar suas burrices. Tipo: "Eu li um ensaio de um cientista político - aqueles que lembram o nome do cara me reviram o estômago - ontem na Folha e ele falava justamente isso que eu acabei de dizer". Odeio, odeio, odeio. Gente que cita Contardo Caligares me faz perder a fé no ser humano, sério. Os termos: "eu costumo brincar que...",  "fulano é tudo de bom",  "axé para você". [...] Mulheres que posam nua e dizem que é arte. Carnaval também, é claro. Carnaval é um tipo de burrice feliz, dias em que todo o tipo de mau gosto é incentivado. [...] Ah, lembrei: não suporto folclore. E não aguento culpa cultural - aquelas coisas que a gente tem que gostar, porque é legal gostar.

Tudo que você não soube - Fernanda Young

3 comentários:

Dandara disse...

Que revolta da porra.

Natália Corrêa disse...

Burros enrustidos! Eles são mesmo irritantes... Prefiro assumir minha ignorância. ;)

Marcel Hartmann disse...

Nossa, Natália, achei isso, tão, tão forte, não sei. Imagina se todos falassem o que tu falou? Sei lá, dava uma revolução global-mental. Me fez pensar num monte de coisa.