sexta-feira, 30 de julho de 2010

É.

Ele: não entendo.
EEle: nem eu.
Ele: começando por nós
EEle: dois. Estando
Ele: juntos sem estar mesmo
EEle: ligados. Não entendo o que a gente
Ele: tem para falar. É só ficarmos
EEle: quietos, sabe. A palavra é só
Ele: palavra. O silêncio também é.
EEle: Cegos-surdo-mudos também se
Ele: comunicam. Acho que por
EELe: silêncio? Será? Não conheço alguém
Ele: assim. Meu nome é Mentira.
EEle: Meu nome é Verdade:
Mentira: Decifra-me ou
Verdade: devoro-te.
Mentira: vc é muito difícil.
Verdade: não sou realmente fácil.
Mentira: se sou mentira, então as minhas verdades são mentiras?
Verdade: verdade.
Mentira: Então não posso falar sério. Opa, não: ninguém me leva a sério.
Verdade: por quê?
Mentira: Porque as minhas verdades são mentiras, e minhas mentiras verdades, que paradoxo
Verdade: feio. Isso quer dizer que não falo mentiras. Ou que minhas mentiras são verdades.
Mentira: mentira. Vc
Verdade: entendeu? Sim. Acho que não vamos dar certo pq
Mentira: sempre vou falar mentiras e vc
Verdade: verdades. A gnt pode compensar um ao outro. O défcit de um
Mentira: suplantando o do outro. Porém.
Verdade: É muito complicado. Porém
Mentira: gosto de complicado.
Verdade: É.
Mentira: É.
...
Verdade: Adeus.
Mentira: (sorriso sem mostrar os dentes)

Ambos caminharam. Anos depois, cruzaram-se na rua, mas não se cumprimentaram achando que o outro não se lembraria.

4 comentários:

Erica Ferro disse...

Eu não sei o que é verdade e o que é mentira... Tudo parece tão confuso e misturado.

Calucka (Carol) disse...

Muito complexo, mais eu gostei. lindo porem tudo acaba com a ' Mentira: gosto de complicado'

enfim, gostei. to seguindo !

Ana Luisa Pacheco disse...

CARALHO
sensacional.

esse jogo de ideias, em que a verdade completa a mentira.
e vice-versa.

me lembrou um pedaço de nina assim


Ao mesmo tempo
- Meu único problema é ficar longe de você.
- ... ficar longe de você

Alexandra Deitos disse...

é muito complicado o simples e é muito simples o complicado... e assim segue muita coisa.

parabéns pelos textos!